Quais são as opções de navegação privada disponíveis no mundo cibernético altamente monitorado dos dias atuais?

No dia 13 de maio de 2020, uma emenda ao Patriot Act (legislação estabelecida em 2001, após os ataques de 11 de setembro, que permite ao governo federal coletar informações privadas de cidadãos dos Estados Unidos) foi apresentada ao Senado. O objetivo da emenda era proteger os dados de navegação e históricos de pesquisa na internet dos americanos contra a vigilância das autoridades. Sem a emenda, os dados de navegação na Web e históricos de pesquisa poderiam ser obtidos por oficiais do governo ou pelas autoridades sem a necessidade de um mandado. A emenda precisava de apenas 60 votos para ser aprovada – ela teve 59.

Com estas notícias, você provavelmente está se perguntando quais são as opções (se existirem) para proteger o seu histórico de pesquisa no navegador. Continue lendo para mais detalhes sobre ferramentas e dicas de navegação privada.

Quais informações são armazenadas no histórico do navegador?

A navegação na internet parece algo muito inocente – você digita um endereço e é levado para aquele site. Se já tiver visitado o site antes, você pode até aproveitar a facilidade da função de preenchimento automático do endereço pelo navegador, já que o endereço já faz parte do seu histórico de navegação. Porém, você pode não perceber que os websites que visita não são os únicos dados armazenados no seu histórico. Na verdade, uma infinidade de informações pessoais são armazenadas usando os dois “Cs”.

Cookies – Provavelmente, você já foi alertado por um website que utiliza “cookies”. Um cookie é um pedaço de dados enviado por um website e armazenado no seu computador. Os cookies armazenam nomes de usuário, senhas, o seu nome, número de telefone e endereço. Os cookies também são usados por terceiros para rastrear suas visitas e atividades online.

Cache – Os navegadores armazenam dados temporariamente para você (páginas da Web e outros formatos de mídia), usando o chamado “cache”. Um cache é um componente de hardware ou software que armazena dados para uso futuro. Os caches podem ser muito convenientes, já que ajudam programas ou dispositivos a funcionarem mais rapidamente na próxima tentativa de acessar informações idênticas. Porém, um cache também permite que outras pessoas vejam os sites que você visitou, simplesmente usando o seu computador.

Os cookies e caches podem tornar sua navegação e experiências de compra online mais confortáveis e eficientes. No entanto, eles também podem fornecer às autoridades uma visão clara das suas atividades online e dos seus dados pessoais. Felizmente, ainda existem maneiras de proteger as suas atividades online. Ao usar o seu navegador, seja ele o Google Chrome, Internet Explorer ou Firefox, determine onde o navegador deve armazenar seus cookies. Uma vez que tiver encontrado suas configurações de cookies, você poderá excluir os cookies existentes, gerenciar o armazenamento dos cookies no futuro e até eliminar completamente os cookies do seu navegador.

O modo anônimo é uma maneira de manter seu histórico de pesquisa privado?

Outra maneira de proteger o seu histórico de navegação na internet é usar opções de navegação anônima. A janela Anônima do Google Chrome, o modo de navegação InPrivate do Internet Explorer e o modo de navegação privada do Firefox são exemplos de opções de navegação em modo anônimo.

Usar a navegação anônima na internet significa que suas atividades online não serão armazenadas no seu computador. Por exemplo, ao fazer logout de um navegador privado, todos os cookies coletados durante a sessão são excluídos automaticamente. Você pode usar dispositivos públicos com confiança, sabendo que seus nomes de usuário e senhas não serão armazenados ao fazer logout. A navegação privada também impede que terceiros coletem seus dados.

No entanto, usar um modo anônimo não é completamente privado. Usar um navegador privado não bloqueia o seu endereço IP de dados de rastreamento. Você também precisa se preocupar com roteadores, firewalls e servidores proxy rastreando suas atividades de navegação. Os sites visitados ainda poderão coletar dados, mesmo se você estiver em modo anônimo. Resumindo de maneira simples, navegar na internet em modo anônimo não torna você invisível. Os seus dados ainda poderão estar visíveis para o provedor de serviços da internet e, por sua vez, para hackers, cibercriminosos e o governo federal.

Quais navegadores oferecem opções de privacidade?

Outra forma de proteger a sua privacidade online é usar um navegador diferente. A maioria de nós escolhe as opções mais comuns – Internet Explorer, Google Chrome, Bing e Yahoo, por exemplo. No entanto, estes são os piores quando se trata da sua privacidade online. Os navegadores que provaram oferecer a melhor proteção da privacidade incluem o Mozilla Firefox, Apple Safari, Opera e DuckDuckGo. O Opera oferece bloqueio de scripts e atualizações frequentes, enquanto o DuckDuckGo não rastreia seus termos de pesquisa, atividades de website ou links clicados.

Use uma VPN para ter mais privacidade online

A melhor maneira de navegar anonimamente na internet é usando uma rede privada virtual (VPN). Uma VPN mantém o seu endereço IP oculto e protege suas atividades online, garantindo que suas ações online sejam criptografadas usando protocolos especiais. Basicamente, se você usar uma VPN, seus dados não poderão ser lidos pelo mundo externo. Apesar de não ser totalmente à prova de falhas, ela é uma das melhores maneiras de proteger a sua privacidade online e navegar com confiança na internet.

Este artigo também está disponível em: InglêsFrancêsEspanholItaliano