Skip to Main Content

Instagram: assim ficou fácil visualizar fotos privadas

O Instagram oferece aos seus usuários a opção de configurar a conta como “privada”. Essa proteção, porém, pode ser facilmente contornada, pois todas as fotos do Instagram têm um endereço fixo na Web.

Se a conta for definida como “privada”, somente seguidores que tenham sido explicitamente autorizados poderão visualizar fotos e vídeos.

Todos os outros só verão a foto do perfil e uma caixa cinza com “Esta conta é privada”. Os usuários acreditam que as suas fotos e vídeos permaneçam realmente privados.

No entanto, isso nem sempre funciona, já que, assim como The Verge relata agora, o Instagram processa tecnicamente fotos e vídeos de forma que cada foto tenha um endereço de URL fixo.

Exibir códigos das páginas da Web no navegador

Como na maioria dos navegadores da Web, é possível clicar com o botão direito do mouse na página da Web para “exibir o código fonte da página” – ou seja, o código da página da Web. Navegadores modernos como Chrome e Safari mostram, porém, muito mais informações.

Por meio de ferramentas de navegação, usadas principalmente por desenvolvedores da Web, é possível listar não apenas o código fonte puro, mas todo o conteúdo, como gráficos ou até mesmo fotos. Como cada foto na Web tem um URL próprio, é igualmente fácil de copiar e abrir em um novo navegador.

Até aí, tudo bem. Mas o Instagram não faz distinção entre fotos privadas e não privadas. Assim, um seguidor pode disponibilizar a qualquer momento o link para um não seguidor e, portanto, a foto.

O Facebook conhece o problema do Instagram

O Facebook, proprietário do Instagram, explica que os links permanentes são necessários para o funcionamento da página. Além disso, qualquer pessoa poderia simplesmente fazer capturas de tela das fotos e redistribuí-las para quantas pessoas quiserem.

O Facebook não está errado em pensar assim, embora muitos usuários não estejam cientes disso. Uma conta “privada” dá uma sensação de privacidade que, na verdade, não existe.

Este artigo também está disponível em: AlemãoFrancêsEspanholItaliano