Skip to Main Content

Como eliminar dados pessoais da Internet?

Para algumas pessoas, a privacidade diz respeito apenas à forma de se comunicar com outros indivíduos, esquecendo que isso também tem a ver com quanto somos rastreados e monitorados online. De fato, na era moderna, a frágil linha que separa a identidade física da digital pode ser muito lábil.

Pense somente no quanto todos nós gostamos de postar nas redes sociais coisas que ocupam um lugar muito importante no nosso dia a dia. Compras online, procura de emprego, home banking, redes sociais… hoje em dia é difícil ficar totalmente offline e, dada a dimensão do problema, a privacidade digital tornou-se mais importante do que nunca.

Mas o que ocorre quando informações pessoais que não tínhamos a intenção de compartilhar com o mundo acabam na Internet? Ou o que acontece quando uma das plataformas que usamos é vítima de um ataque cibernético e as informações roubadas se tornam públicas? Ou se um antigo fórum que não visitamos há anos ainda contiver nossas informações pessoais ou fotos embaraçosas que nos podem causar problemas? Diz-se que a Internet tem memória de elefante, mas na realidade ela a supera e, a menos que alguém a elimine, as informações no mundo virtual provavelmente permanecerão lá para sempre. Mas é possível remover todas as informações pessoais da Internet?

A resposta curta é não, mas isso não significa que não há nada que se possa fazer. Existem ações que podem ser tomadas para reduzir significativamente a quantidade de dados pessoais na Internet e que nos podem fornecer uma importante proteção contra o roubo de identidade, as violações de privacidade, os stalkers online e outras ameaças digitais.

Como se excluir da web?

1. Comece com uma pesquisa rápida no Google

A melhor maneira de descobrir as informações a excluir é identificar aquelas que outras pessoas também podem acessar. Pesquise o seu nome e sobrenome entre aspas no Google para ver apenas os resultados relevantes. Se a combinação de nome e sobrenome for comum, tente inserir também na pesquisa a cidade ou a profissão na pesquisa. Você também pode realizar a mesma pesquisa inserindo o seu número de telefone ou endereço de e-mail.

Como poderá notar, os resultados do mecanismo de pesquisa podem mostrar muitas informações pessoais em diversos sites, páginas de mídia social, notícias e até imagens memorizadas no cache. É possível, porém, pedir que o Google exclua os resultados que contêm informações pessoais enviando uma solicitação de remoção de conteúdos do Google. Não é 100 % garantido, mas o Google tentará excluir os seus dados dos resultados das pesquisas, tornando muito menos provável que os usuários da web encontrem você por meio dos mecanismos de pesquisa.

Enquanto estiver lá, aproveite para visitar a página da sua conta do Google: você encontrará uma série de configurações para aumentar a privacidade, reduzir a coleta de dados ou removê-los permanentemente dos registros do Google. No Painel do Google, por exemplo, é possível verificar se o Google está salvando o seu histórico de pesquisa, a sua localização, os seus contatos e visualizar os aplicativos baixados da Play Store ou os comentários deixados nos vídeos visualizados no YouTube. Você pode sempre impedir o Google de salvar as suas pesquisas ou histórico de localização acessando as configurações da sua conta.

2. Exclua as contas online obsoletas ou não utilizadas

É fácil se esquecer de contas online antigas que não são acessadas há anos ou até mesmo décadas. Se você não as descobriu por meio da pesquisa no Google, pense em quais redes sociais você criou perfis. Além dos mais usados, como Facebook, Twitter, LinkedIn e Instagram, você ainda tem contas públicas em sites como Tumblr, MySpace ou Reddit? Em quais sites você se registrou para fazer compras online? Uma vez identificados, acesse as configurações de cada conta e procure uma opção para desabilitá-las ou removê-las. Dependendo da conta, a opção pode ser encontrada em Segurança ou Privacidade. Se você tiver problemas com uma conta específica, tente pesquisar online por “Como excluir”, seguido pelo nome da conta que deseja suspender. Além disso, se por algum motivo você não conseguir desativar um perfil, exclua as informações contidas nele ou substitua-as por dados aleatórios, diferentes dos verdadeiros.

 3. Remova as postagens antigas, os comentários e as discussões dos fóruns

Não esqueça dos rastros deixados nos sites em forma de comentários, discussões e postagens nos fóruns: todos eles podem ser rastreados pelo Google, especialmente se o nome de usuário corresponder ao seu nome e sobrenome. Se não encontrar a opção específica para a exclusão, será muito difícil eliminá-los, já que não existe um procedimento padrão para remover comentários de um fórum ou de um artigo. A sua única opção será entrar em contato com o proprietário do site e solicitar que o seu comentário seja excluído.

 4. Feche as suas contas de e-mail

O e-mail é o método de comunicação mais popular do mundo, e os endereços de e-mail são usados ​​para todos os tipos de transações digitais, incluindo os serviços bancários online. É importante estar ciente de que não basta deixar de usar uma conta de e-mail para que ela seja excluída. Se você deixar uma conta de e-mail aberta e não monitorada, ela pode ser hackeada sem que você o perceba.

Antes de fechar a sua conta, certifique-se de ter baixado e salvado todos os dados antigos, porque nunca se sabe quando um arquivo de conversas antigas pode se tornar importante. No entanto, lembre-se de que, ao fechar uma conta, já não poderá usar os serviços aos quais você a associou. Portanto, certifique-se de localizar todos esses serviços e desabilitá-los antes de fechar a sua conta de e-mail.

5. Remova todos os aplicativos desnecessários do seu telefone ou tablet

Em geral, baixar um aplicativo qualquer abre a porta para uma série de problemas com a privacidade, e as empresas muitas vezes fazem de tudo para atrair ou forçar os usuários a baixá-los. O Facebook, por exemplo, dificulta o envio de mensagens de um smartphone se o aplicativo Messenger não estiver instalado. De fato, muitos aplicativos móveis instalados no telefone e no tablet coletam detalhes importantes sobre hábitos digitais e muito mais: o nosso nome, endereço de e-mail, os sites em que passamos mais tempo ou a nossa localização geográfica. Essas informações podem ser hackeadas, divulgadas ou roubadas e, se caírem nas mãos de um golpista, as suas finanças também poderão estar em risco.

Se não tiver certeza de que um aplicativo é confiável, você pode revisar os termos de uso e a política de privacidade e descobrir quais informações são coletadas, o motivo pelo qual são coletadas e como podem ser protegidas, memorizadas e compartilhadas. Se você não quiser que o aplicativo as mantenha, tente removê-las você mesmo ou peça ao fornecedor do aplicativo para fazê-lo.

Observe que desinstalar um aplicativo de um dispositivo não significa necessariamente que as suas informações pessoais serão excluídas pelo desenvolvedor do aplicativo.

6. Exclua os dados do seu dispositivo

Não apenas a web, mas também o histórico do navegador contém uma variedade de informações pessoais, incluindo os sites visitados, as senhas, as imagens e os arquivos memorizados no cache. Se um hacker conseguir acesso ao seu dispositivo, ele poderá usar essas informações, mas é relativamente fácil limpar a maior parte delas. Esvazie regularmente o histórico do navegador, exclua os cookies e instale um software de segurança que proteja a sua privacidade online.

7. Para um cancelamento rápido, é possível apoiar-se a um serviço

Existem também diversos serviços pagos que podem excluir informações pessoais que se espalharam ao longo do tempo na web. Um exemplo é DeleteMe, um serviço com assinatura que controla a publicação de dados pessoais, além de remover da web informações como nomes, endereços atuais e anteriores, data de nascimento e nomes de usuário.

Não só isso, ele também pode manter as informações privadas fora dos resultados de busca e longe de plataformas como bancos de dados de pesquisa das pessoas.

Será necessário conceder ao serviço o acesso à conta de e-mail utilizada para subscrever aos vários sites e permitir que ele mesmo envie e-mails. O serviço pode ser cancelado a qualquer momento e, mesmo se não for usado para os fins pretendidos, DeleteMe pode oferecer uma imagem precisa de todos as conexões ou assinaturas feitas com o seu endereço de e-mail.

 

Somos todos responsáveis ​​pelas informações que compartilhamos online, mas isso não significa que, depois de postadas, elas devam obrigatoriamente permanecer ali. Tempo e esforço são necessários para encontrar as postagens e as contas antigas que podem nos colocar em risco. Limpar as informações pessoais da web também pode nos ensinar a selecionar com mais cuidado o que queremos compartilhar no mundo virtual.

Este artigo também está disponível em: FrancêsEspanholItaliano