Campanhas de phishing com coronavírus: não caia em golpes online

O coronavírus Covid-19 está fazendo vítimas no mundo real e também na internet. Criminosos cibernéticos se aproveitam daquilo que deixa as pessoas mais vulneráveis: o medo.

Com mais de 100 países sendo afetados em menos de três meses, as pessoas querem saber o máximo possível sobre o coronavírus. Existe informação falsa sendo transmitida, mas também golpes online com o coronavírus.

A Organização Mundial da Saúde alerta sobre phishing com coronavírus

Em meio ao surto de coronavírus COVID-19, a agência de saúde da ONU alerta para criminosos se passando por agentes da Organização Mundial da Saúde para roubar seu dinheiro ou informações confidenciais.

A OMS diz que você deve estar atento aos seus e-mails, sites, chamadas, mensagens de texto e até mesmo mensagens de fax, pois criminosos podem usar esses meios para aplicar golpes.

Para evitar ser vítima de um golpe do coronavírus COVID-19, A Organização Mundial da Saúde quer que você saiba que eles jamais pedirão por suas informações de login, enviarão anexos de e-mail indesejados, direcionarão você a um site que não seja o www.who.int e pedirão por doações diretas para planos de resposta de emergência ou apelos de financiamento.

É melhor prevenir do que remediar, então compartilhamos algumas dicas de como identificar e-mails de phishing sobre o coronavírus que parecem ser da OMS. Além disso, você pode entrar em contato com a OMS diretamente para verificar a autenticidade da mensagem.

Leia somente informações oficiais sobre o coronavírus

Em menos de três meses do surto, o novo coronavírus de 2019 já se espalhou da China para mais de 104 países. COVID-19 é uma nova variedade de coronavírus que não tinha sido identificada anteriormente em humanos.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, os coronavírus (CoV) são uma grande família de vírus que causam doenças desde a gripe comum até mais graves como a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS-CoV) e Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS-CoV).

A Itália tem o maior número de casos de 2019-nCoV confirmados na União Europeia: mais de 9000 casos e 460 mortes. Com a propagação do coronavírus no país, toda a Itália está em quarentena, com restrições de voo e proibição de reuniões públicas no país inteiro.

Para evitar desinformação e qualquer golpe com coronavírus, busque informações oficiais e leia apenas de fontes de confiança.

No site da Organização Mundial da Saúde você pode encontrar informações e ajuda sobre o surto atual de coronavírus (COVID-19). Nele, você encontra tudo o que se sabe até o momento sobre o Covid-19, além de assuntos relacionados com viagens, propagação do COVID-19 pelo mundo e outras informações relevantes para comunidades, escolas e negócios.

Além disso, você pode se manter atualizado sobre a situação de cada país conferindo a página oficial do Ministério de Saúde relevante.

A medida preventiva anti-COVID-19 da Avira: Toda a força de trabalho global trabalhando de casa

Como precaução contra o coronavírus (COVID-19), a Avira, desenvolvedora alemã de segurança digital, fechará todos os seus escritórios ao redor do mundo. Todos os funcionários trabalharão de suas casas e a Avira antecipa que não terá nenhum impacto negativo nas operações da empresa, no atendimento aos clientes e nem no desenvolvimento de produtos com a evolução da situação.

Os escritórios da empresa ficarão fechados desde 12 de março até (e incluindo) 22 de março ou até novo aviso.

Proteja-se contra ataques de phishing

Você já tem muitas coisas para se preocupar com esse coronavírus, deixe que a gente cuide dos ataques de phishing. Avira Free Security é nosso principal produto grátis, que vai proteger você, seus dados e dispositivos contra todo tipo de ameaça. O antivírus tem a habilidade de lidar com arquivos maliciosos, além de partes indiretamente maliciosas de um ataque, como URLs ou droppers.

Este artigo também está disponível em: FrancêsEspanholItaliano

Content Manager
Former journalist. Storyteller at heart.