5 dicas para identificar fake news e desinformação

Em uma era onde as “fake news” são usadas para denegrir qualquer história que você não concorda e onde a desinformação é uma ferramenta política e uma arma para vender, aplicar golpes e assustar – pode parecer difícil diferenciar entre fatos e ficção. Felizmente, caso se acalme, geralmente consegue distinguir o que é real é o que são fake news.

Além disso, estamos aqui para ajudar com 5 dicas para identificar fake news e desinformação:

Dica 1: Verifique a fonte da notícia

 Pode ser no Facebook, no Twitter ou em outra fonte: você se depara muitas vezes com notícias em páginas que nunca viu antes. Se for o caso, você definitivamente precisa fazer um pouco de pesquisa antes de acreditar e/ou compartilhar aquela mensagem. Você deve se fazer as seguintes perguntas:

  • A notícia aparece em um site de confiança? Quais são os outros conteúdos do site?
  • Quais informações encontra na página “sobre nós” do site?
  • O autor da notícia é conhecido e aparece em outros sites com boa reputação?
  • Como é a URL do site?

Dica 2: Desenvolva uma atitude crítica

Um dos motivos pelo qual as pessoas acreditam em notícias duvidosas é porque muitas delas parecem ser mais reais do que a realidade. Elas também têm manchetes chamativas criadas para chocar o leitor ou apelar para suas emoções.

Por isso é importante manter a calma. Ao invés de responder emocionalmente, é melhor tentar analisar a mensagem racionalmente. Observe a mensagem com maior atenção e faça as perguntas a seguir:

  • Por que a mensagem foi escrita? Alguém quer me influenciar?
  • Estão tentando me vender alguma coisa?
  • Estou sendo direcionado para outro site?
  • Outros portais de notícia estão falando sobre isso?

Dica 3: Siga as fontes

Uma reportagem com boa pesquisa terá muitas citações, datas e fatos. Declarações de especialistas, avaliações de pesquisas ou estatísticas – notícias sérias sempre vinculam suas fontes.

Se o “especialista” é um estranho ou amigo do autor, não há fontes e tudo é baseado em boatos, é melhor questionar o texto. Existe alguma prova de que aquilo que foi mencionado no artigo realmente aconteceu ou fatos foram inventados ou distorcidos?

Dica 4: Busque por fotos falsas

Notícias duvidosas geralmente são acompanhadas por fotos duvidosas. Elas devem destacar e provar os “fatos” do artigo. Mas programas modernos de edição de imagem dificultam a diferenciação entre imagens reais e falsas. É quase impossível. Mas você ainda pode buscar por alguns sinais:

  • Veja se as sombras estão corretas.
  • Examine a foto de perto em busca de pessoas ou coisas com bordas estranhas.
  • Às vezes, uma Pesquisa por imagem do Google também ajuda: se a imagem foi editada, talvez você encontre as originais.

Dica 5: Quem mais está falando sobre isso?

Especialmente para assuntos importantes como eleições ou o surto de coronavírus atual, há uma abundância de relatos. Pode ser difícil manter uma visão crítica e distinguir entre notícias sérias e mentiras. Se encontrar uma mensagem que está espalhando uma informação completamente nova, é melhorar verificar se há outros sites falando sobre o assunto. Compare a informação com organizações como a Reuters ou outra fonte de confiança para verificar os fatos da informação.

Este artigo também está disponível em: InglêsFrancêsEspanholItaliano

Leor is a copywriter and content marketer for Avira.