Precisa de ajuda? Peça à comunidade ou contrate um perito.
Acesse a Avira Answers
VírusWorm/Rbot.96768.12
Data em que surgiu:23/05/2005
Tipo:Worm
Incluído na lista "In The Wild"Não
Nível de danos:Baixo
Nível de distribuição:Médio
Nível de risco:Médio
Ficheiro estático:Sim
Tamanho:96.768 Bytes
MD5 checksum:1cf27193818159e647bef27f02268eea
Versão VDF:6.31.01.166

 Vulgarmente Meios de transmissão:
   • Rede local
   • Unidade de rede


Alias:
   •  TrendMicro: WORM_RBOT.ERW
   •  Sophos: W32/Rbot-BAH
   •  Grisoft: IRC/BackDoor.SdBot.HLZ
   •  VirusBuster: Worm.RBot.CFY
   •  Eset: Win32/Rbot
   •  Bitdefender: Backdoor.RBot.WDC


Sistemas Operativos:
   • Windows 95
   • Windows 98
   • Windows 98 SE
   • Windows NT
   • Windows ME
   • Windows 2000
   • Windows XP
   • Windows 2003


Efeitos secundários:
   • Altera o registo do Windows
   • Aproveita-se de vulnerabilidades do software
   • Possibilita acesso não autorizado ao computador

 Ficheiros Autocopia-se para a seguinte localização:
   • %SYSDIR%\scvhost9.exe



Apaga a cópia executada inicialmente.

 Registry (Registo do Windows) São adicionados os seguintes valores ao registo de forma a que os processos sejam executados depois do computador ser reiniciado:

– HKLM\Software\Microsoft\Windows\CurrentVersion\Run
   • "Generic Host Process9 System Backup"="scvhost9.exe"

– HKCU\Software\Microsoft\Windows\CurrentVersion\Run
   • "Generic Host Process9 System Backup"="scvhost9.exe"



Adiciona a seguinte chave ao registo do Windows para executar o serviço ao iniciar o sistema:

– HKLM\Software\Microsoft\Windows\CurrentVersion\RunServices
   • "Generic Host Process9 System Backup"="scvhost9.exe"



Altera as seguintes chaves de registo do Windows:

– HKLM\SOFTWARE\Microsoft\Ole
   Valor anterior:
   • "EnableDCOM"="Y"
   Valor recente:
   • "EnableDCOM"="N"

– HKLM\SYSTEM\CurrentControlSet\Control\Lsa
   Valor anterior:
   • "restrictanonymous"=0
   Valor recente:
   • "restrictanonymous"=1

 Infecção da rede  Para assegurar a sua propagação o malware tenta ligar-se a outras máquinas como descrito abaixo.

Envia cópias de si próprio às seguintes partilhas de rede:
   • IPC$
   • C$
   • ADMIN$


Usa a seguinte informação de login para ganhar acesso à máquina remota:

– Uma lista de nomes de utilizador e palavras-chave:
   • administrator; administrador; administrateur; administrat; admins;
      admin; staff; root; computer; owner; student; teacher; wwwadmin;
      guest; default; database; dba; oracle; db2; administrator;
      administrador; administrateur; administrat; admins; admin; adm;
      password1; password; passwd; pass1234; pass; pwd; 007; 123; 1234;
      12345; 123456; 1234567; 12345678; 123456789; 1234567890; 2000; 2001;
      2002; 2003; 2004; test; guest; none; demo; unix; linux; changeme;
      default; system; server; root; null; qwerty; mail; outlook; web; www;
      internet; accounts; accounting; home; homeuser; user; oem; oemuser;
      oeminstall; windows; win98; win2k; winxp; winnt; win2000; qaz; asd;
      zxc; qwe; bob; jen; joe; fred; bill; mike; john; peter; luke; sam;
      sue; susan; peter; brian; lee; neil; ian; chris; eric; george; kate;
      bob; katie; mary; login; loginpass; technical; backup; exchange; fuck;
      bitch; slut; sex; god; hell; hello; domain; domainpass;
      domainpassword; database; access; dbpass; dbpassword; databasepass;
      data; databasepassword; db1; db2; db1234; sql; sqlpassoainstall;
      orainstall; oracle; ibm; cisco; dell; compaq; siemens; nokia; control;
      office; blank; winpass; main; lan; internet; intranet; student;
      teacher; staff



Exploit:
Faz uso dos seguintes Exploits:
– MS03-026 (Buffer Overrun in RPC Interface)
– MS03-039 (Buffer Overrun in RPCSS Service)
– MS04-011 (LSASS Vulnerability)


Processo de infecção:
Cria um script TFTP na máquina a atacada para permitir o download do malware da máquina atacante.


Execução remota:
–Tenta programar uma execução remota do malware, na máquina recentemente infectada. Então usa a função de NetScheduleJobAdd.

 IRC Para enviar informações do sistema e permitir controlo remoto liga-se ao servidor de IRC:

Servidor: power.pro**********
Porta: 3267
Canal #Bït[r2]Nåt
Nickname: {XP}-%sete caracteres aleatórios%
Palavra-chave FIRE



– Este malware tem a capacidade de recolher e enviar a seguinte informação:
    • Palavras-chave armazenadas
    • Captura do ecrã
    • Imagens capturas a partir de webcam
    • Velocidade do CPU
    • Utilizador Actual
    • Espaço disponível no disco
    • Memória disponível
    • Tempo de vida do malware
    • Informações sobre a rede
    • Informação sobre processos em execução
    • Capacidade da memória
    • Informação sobre o sistema operativo Windows


– Para além disso tem a capacidade de executar as seguintes acções:
    • Liga-se ao servidor de IRC
    • Lança DDoS ICMP floods
    • Lança DDoS SYN floods
    • Lança DDoS TCP floods
    • Lança DDoS UDP floods
    • Desactiva o DCOM
    • Desactiva partilhas de rede
    • Desliga-se do servidor de IRC
    • Download de ficheiros
    • Editar o registo do Windows
    • Activa o DCOM
    • Activa partilhas de rede
    • Executa o ficheiro
    • Ligação ao canal IRC
    • Termina processos
    • Abandona canais IRC
    • Abre ligações remotas
    • Ataque de Negação de Serviços (ataque DoS)
    • Executa pesquisas na rede
    • Redireccionamento de porta
    • Reinicia
    • Envia emails
    • Inicia o keylog
    • Inicia a rotina de propagação
    • Termina processos
    • Actualiza-se a ele próprio
    • Upload de ficheiros
    • Visita um Web site

 Informações diversas Mutex:
Cria o seguinte Mutex:
   • Bot-1

 Detalhes do ficheiro Linguagem de programação:
O programa de malware está escrito em MS Visual C++.


Empacotador de Runtime:
De forma a agravar a detecção e reduzir o tamanho do ficheiro é lançado com um empacotador de runtime.

Descrição enviada por Irina Boldea em quinta-feira, 23 de novembro de 2006
Descrição atualizada por Irina Boldea em quinta-feira, 23 de novembro de 2006

Voltar . . . .
https:// Esta janela é criptografada para sua segurança.